Sociedade

Ministro da Saúde diz que continua disponível para dialogar

Ministro da Saúde diz que continua disponível para dialogar

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, disse este domingo, em Lisboa, que o Governo continua disponível para dialogar com as organizações sindicais dos médicos "agora e depois da greve".

"Estamos disponíveis para o diálogo agora e depois da greve. Se dialogar depois da greve, entretanto, os portugueses tiveram prejuízos devido às consultas que ficaram por realizar, e cirurgias que foram adiadas", disse aos jornalistas Paulo Macedo, após uma reunião que estava agendada com os sindicatos, mas que não se chegou a realizar.

O ministro da Saúde tinha convocado para este domingo à tarde uma reunião com os sindicatos dos médicos para a qual os dirigentes anunciaram previamente que não iriam comparecer.

PUB

O ministro adiantou ainda que vai continuar "a procurar soluções com respostas concretas".

Esta reunião foi convocada pelo Ministério da Saúde para tentar desbloquear a greve dos médicos prevista para quarta e quinta-feira, mas os dois sindicatos representativos dos médicos, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) tinham anunciado que se recusavam a participar neste encontro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG