Sociedade

Pais não têm dinheiro para vacinar os filhos

Pais não têm dinheiro para vacinar os filhos

As vacinas não comparticipadas pelo Estado estão a ser cada vez menos compradas pelos pais. Os pediatras alertam para o perigo de parar planos de vacinação já iniciados, mas as famílias estão sem dinheiro.

"Existe uma redução clara nas vacinas fora do Plano Nacional de Vacinação (PNV) que são dadas às crianças", disse, ao JN, José Gonçalves Oliveira, do Colégio de Pediatria da Ordem dos Médicos (OM) e presidente da Associação de Pediatria do Minho. "Das vacinas, não comparticipadas pelo Ministério da Saúde, os pediatras recomendavam e recomendam a toma de, pelo menos, duas: as vacinas contra doenças pneumocócitas e a rotavírus", afirmou o pediatra. "Agora, nas consultas, os pais dizem que não têm dinheiro para pagar as vacinas e pedem-nos a nós, médicos, para 'escolher' a vacina mais importante", frisou Paula Fonseca, pediatra.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.