O Jogo ao Vivo

Sociedade

Passar muito tempo sentado aumenta risco de incapacidade em idosos

Passar muito tempo sentado aumenta risco de incapacidade em idosos

Por cada hora que uma pessoa com mais de 60 anos passa sentada aumenta em 50% o risco de ficar incapacitada para tarefas simples como comer ou vestir-se, revela um estudo norte-americano.

O estudo, publicado pela revista norte-americana "Physical Activity and Health" e realizado por investigadores da Universidade Northwesten de Chicago, é o primeiro que mostra que o comportamento sedentário representa um fator de risco de incapacidade autónomo da falta de exercício físico.

"Esta é a primeira vez que conseguimos demonstrar que o comportamento sedentário se relaciona com a incapacidade, independente da quantidade de exercício moderado praticado", disse Dorothy Dunlop, professora da faculdade de Medicina da universidade de Northwestern e principal autora da investigação.

PUB

Nos Estados Unidos, mais de 56 milhões de pessoas sofrem de incapacidade, caracterizada por limitações para realizar atividades básicas como comer, vestir-se ou tomar banho, ir para a cama, levantar-se e caminhar em casa.

Os norte-americanos com mais de 60 anos são sedentários cerca de dois terços do seu tempo, ou seja cerca de nove horas por dia.

"Os adultos idosos precisam de reduzir o tempo que passam sentados em frente à televisão ou ao computador, seja qual for a sua participação numa atividade física vigorosa ou moderada", reforçou Dunlop.

O estudo analisou uma amostra de 2286 adultos com mais de 60 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG