Sociedade

"Possibilidade de casos de ébola em Portugal é baixa, mas não é zero", admite Paulo Macedo

"Possibilidade de casos de ébola em Portugal é baixa, mas não é zero", admite Paulo Macedo

O ministro da Saúde, Paulo Macedo, afirmou, esta terça-feira à noite, que a possibilidade de haver casos de ébola em Portugal é baixa, mas não é zero.

Em declarações à SIC, o ministro referiu que é importante que as pessoas conheçam os sintomas e estejam muito atentas se tiverem estado num local de risco. Macedo notou que a triagem dos doentes deve estar especialmente focada em perceber de onde veio o doente e há quanto tempo. Aos utentes com sintomas suspeitos, pede que liguem de imediato para a Linha Saúde 24.

Questionado sobre se falha ocorrida nos serviços de saúde espanhóis poderia acontecer em Portugal, o ministro admitiu que "estamos a aprender todos os dias" e notou que as autoridades de saúde portuguesas têm estado em "contactos intensos com Espanha".

Macedo disse ainda que "a ideia preliminar é de que Portugal está bem preparado" para enfrentar a epidemia, mas os protocolos estão a ser reanalisados por um conjunto de especialistas e as conclusões deverão ser divulgadas no final da semana pela Direção-Geral da Saúde.

A preocupação com o vírus disparou depois de ontem ter sido confirmado o primeiro caso de contágio em Espanha.

A epidemia, que tem vindo a alastrar na Libéria, Serra Leoa, Guiné e Senegal, já fez mais de 3500 mortos e há pelo menos 7470 doentes infetados, segundo dados da Organização Mundial da Saúde.