Sociedade

Prender gases ao viajar de avião é de evitar

Prender gases ao viajar de avião é de evitar

Se vai viajar de avião, não se preocupe se sentir flatulência. É fruto das mudanças de pressão no sistema digestivo, alega um grupo de investigadores, que recomenda, também, que os gases não sejam retidos devido aos muitos inconvenientes que causam a quem deles sofre.

Uma equipa de gastro-endocrinologistas publicou, recentemente, um estudo no qual são perentórios: impedir a libertação de gases nos aviões pode provocar uma série de sintomas no passageiro muito preocupado com as regras da boa educação.

A baixa pressão atmosférica sentida nos aviões leva ao aumento da produção de gases digestivos, começa por explicar um estudo científico publicado no "New Zealand Medical Journal".

Reter os gases "resulta numa série de inconvenientes para o indivíduo: causa desconforto, dor, inchaço, indigestão, pirose .... só para nomear alguns dos sintomas abdominais", sublinha o estudo.

"A concentração necessária para o indivíduo se controlar pode mesmo ser um fator de stresse consequente", referem os médicos ingleses e dinamarqueses. Os investigadores não se esqueceram dos passageiros que vão ao lado do "sofredor" da flatulência e, por isso, recomendam às companhias aéreas a utilização de bancos com carvão absorvente.

"Propomos que as zonas almofadadas dos bancos tenham carvão absorvente, já que este material é capaz de neutralizar os odores", informam. De igual forma, sugerem que coberturas absorventes feitas de tecido poderiam ser distribuídas aos passageiros.

Os investigadores fazem notar que os bancos da classe económica são, habitualmente, cobertos com um tecido que pode absorver cerca de 50% dos gases, o que é bem melhor do que acontece com os bancos de primeira classe, revestidos com couro.

O maior problema parece ser para os pilotos. "Por um lado, se o piloto retém os gases, além de todos os inconvenientes já referidos, há ainda que considerar que a perda de concentração pode afetar a sua capacidade de controlar o aparelho,o que não é bom para a segurança do avião. Contudo, se ele soltar os gases, o co-piloto pode se sentir afetado, o que também não é bom para a segurança do avião", realçam os investigadores.

No estudo, constam também respostas a algumas dúvidas sobre a flatulência: os gases femininos têm um odor mais pronunciado do que os masculinos? (resposta "sim"); quantas vezes por dia um adulto sente flatulência? (resposta "10 vezes"), e qual é a origem do odor? (resposta "o sulfureto").

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG