Sociedade

Tratores matam uma pessoa por semana

Tratores matam uma pessoa por semana

Morreu esmagado pelo trator. A frase repete-se em dezenas de notícias desde o início do ano. São, pelos menos, 38 as vítimas mortais em acidentes envolvendo estes veículos reportadas pela imprensa.

As circunstâncias também se repetem. O tratorista, normalmente idoso, conduz perto de casa, num terreno privado e, por isso, o acidente nem sequer consta das listas da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). Nos casos mais comoventes, a vítima é uma criança, como sucedeu em abril, em Pinhel: um menino de quatro anos escorregou da alfaia e acabou colhido pela máquina.

Em 2012, tratores, alfaias agrícolas e outras máquinas da construção estiveram no centro de 822 acidentes - atropelamentos, colisões, despistes -, resultando em 35 mortos e 85 feridos graves, segundo a ANSR. Vítimas de viaturas agrícolas foram 22. Este ano, no primeiro trimestre, duas. Mas estes números estão longe da realidade. Uma recolha feita na imprensa permite perceber que, até ontem, os mortos aproximavam-se das quatro dezenas (38).

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG