Sociedade

"Voltem a fazer transplantes no país"

"Voltem a fazer transplantes no país"

"Pelo meu filho, já ninguém pode fazer nada mas, pelas outras crianças, por favor, voltem a fazer transplantes em Portugal", pediu ontem, emocionada Paula Gonçalves, a mãe do pequeno Tiago Magalhães, que morreu a 19 de Novembro (um dia antes de fazer dois anos), em Madrid, Espanha, enquanto esperava por um transplante de fígado. No rescaldo da notícia, o ministro anunciou o regresso dos transplantes pediátricos a Coimbra, mas sem data.

Desempregada, Paula, de 30 anos, e o marido, Abílio Magalhães, 36 anos, trabalhador na construção civil, vivem em Vila Verde e têm um outro filho de 11 anos. "A nossa vida está a zero, lutamos dois anos para nada, andamos por muitos hospitais, conhecemos dezenas de médicos, tudo sem sucesso: perdemos o nosso filho e temos a conta no banco a zero", referiu.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa do JN