A1 Lisboa-Porto

A1 Lisboa-Porto

Se as peneiras fossem música na cidade do Porto

Lembro-me muitas vezes das palavras do senhor Mota, o taxista do 88, portuense com elevado grau de pureza, que sabia dizer tão bem aquilo que era preciso. Ele contava que tivera como colega de escola uma mulher muito influente na política portuguesa e que ela sempre fora vaidosa. Inteligente, vincava ele, estudiosa. Mas vaidosa:«Eu até lhe dizia: ó cachopa, se as peneiras fossem música, tu eras melhor que o Orfeão da Madalena». Ocorreu-me as peneiras serem música quando vi o vídeo sobre a programação de Natal do Porto deste ano - em que viajamos pela Batalha, Boavista, Clérigos e Aliados […]

A1 Lisboa-Porto

Opinião: Os saloios não vêm de fora. Estão em Lisboa

Castelo de São Jorge às escuras à noite, fontes do Rossio sem água, Terreiro do Paço com uma saída de águas inestética e indigna e todo um muro e namoradeiras destruídos, sacos de lixo amontoados nas ruas, lixo nos passeios, carros e carrinhas nos passeios, calçadas encardidas, separadores de proteção nos passeios destruídos, paredes de prédios e portas grafitados por todo o lado, tuk-tuks aos montes, cheiro nauseabundo em muitas ruas, barulho até de madrugada em bairros que até há pouco tempo eram calmos e tranquilos. Por mais que se queira dourar a nova vida de Lisboa, a verdade é […]

Imagens

Últimas