abuso sexual

Setúbal

Tribunal manda repetir julgamento de professor que abusou de alunas

O julgamento de um professor de inglês condenado a oito anos de prisão por acariciar 20 alunas com menos de nove anos nas zonas íntimas num colégio em Setúbal vai ser repetido. A ordem partiu do Tribunal da Relação de Évora, que considerou a condenação um "embaraço", desvalorizando a forma como o Ministério Público relatou os crimes de abuso sexual de menores e como o tribunal os valorou, sem os precisar, baseado nos depoimentos das vítimas.

Imagens

Últimas