alunos

Inclusão

PAN defende formação para professores e funcionários sobre identidade de género

O direto à autodeterminação da identidade de género e à proteção das características sexuais de cada pessoa devem ser abordadas nos currículos tal como a violência no namoro ou o racismo, defende o PAN que voltou a apresentar dois projetos de lei sobre a matéria. As escolas devem aprovar códigos de conduta e professores e funcionários devem ter formação.

Imagens

Últimas