Arquitetura

Votos

Precariedade domina eleições para Ordem dos Arquitetos

Os arquitetos vão a votos entre 17 e 26 de junho para escolherem os órgãos nacionais e regionais da Ordem para o triénio 2020-2022. Duas listas saem dos atuais órgãos sociais, outras duas oferecem-se como alternativas. Todas reclamam uma maior valorização da profissão e a grande maioria tem dúvidas sobre como vai ser possível instalar cinco novas secções regionais no território. Há centenas de candidatos envolvidos e dezenas de propostas dirigidas aos 26 mil inscritos na Ordem. O JN conversou com os quatro cabeças de lista.

Imagens

Últimas