ativistas

Lisboa

PSP exigiu ordem escrita para entrar na faculdade e retirar ativistas

A PSP exigiu ao diretor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL), Miguel Tamen, uma ordem por escrito para, a 11 de novembro passado, retirar do interior da instituição um grupo de estudantes que então se manifestava, há cinco dias e com o acordo da própria direção da instituição para ali pernoitar, pelo clima e contra os combustíveis fósseis.

Imagens

Últimas