Autoridade Tributária e Aduaneira

Anadia

Chefe do Fisco confessa "estupidez" de ficar com dinheiro de coimas indevidas

Um funcionário da Autoridade Tributária que trabalhava na repartição de Finanças de Anadia, admitiu, esta terça-feira, no Tribunal de Aveiro, ter cobrado indevidamente coimas a quase três centenas de contribuintes, apropriando-se do dinheiro. António Melo, que está acusado de crimes de falsidade informática agravado, burla qualificada e falsificação de documento, diz que o fez por "estupidez", para ajudar um irmão com dificuldades económicas e que tinha "uma séria de dívidas".

Imagens

Últimas