Bruno de Carvalho

Tribunal do Barreiro

Provas não foram fortes para aplicar prisão preventiva a Bruno de Carvalho e Mustafá

Ao terceiro dia do interrogatório judicial no Tribunal do Barreiro e após ouvir as partes envolvidas, o Juiz de Instrução Criminal considerou que os indícios apresentados pelo Ministério Público acerca do envolvimento de Bruno de Carvalho e Mustafá no ataque à Academia de Alcochete não foram fortes o suficiente para aplicação da prisão preventiva.

Imagens

Últimas