Concelho Porto

Porto

Câmara chamada a reclamar judicialmente terrenos da Arrábida

O BE exigiu esta quinta-feira que a Câmara trave as construções na escarpa da Arrábida, com o argumento de que a Arcada será apenas proprietária legítima de cerca de um quarto dos terrenos que são objeto de licenciamento e de que a Autarquia deve reclamar mais de oito mil metros quadrados judicialmente. Além disso, denunciou a existência de outro proprietário privado nos mesmos terrenos do projeto, com processo contra a Arcada em tribunal.