despedimento

Exclusivo

Farmacêutico despedido por favorecer laboratório concorrente

O Tribunal da Relação de Guimarães validou o despedimento de um farmacêutico de Ponte de Lima por quebrar "de forma irremediável a confiança que deve existir entre empregador e trabalhador". Nas costas da empresa, que tinha um acordo com um laboratório, aliciou os colegas a vender medicamentos de um concorrente em troca de incentivos financeiros.

Imagens

Últimas