detidos

Operação "Ano Novo"

Narcotraficante escapou a atentados mas não evitou ser detido pela PJ

Era uma das principais, se não a principal, organização criminosa dedicada à compra e venda de droga em Portugal. Com recurso a dezenas de elementos, controlava toda a cadeia de tráfico, desde a importação do Brasil e África até à comercialização nas ruas lisboetas, vendia centenas de quilos de cocaína por ano e não hesitava em recorrer à violência extrema para manter e conquistar território. O seu líder, Samir, português de origem guineense, escapou por pouco a uma rajada de tiros disparada por um dos grupos rivais. Mas já não evitou a detenção, nesta quarta-feira, durante uma operação levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ). Com ele foram detidos 12 comparsas, todos portugueses e figuras cimeiras da organização.

Imagens

Últimas