eleições diretas

PSD

"Não adianta anunciarem a minha morte política", diz Montenegro

Em 2005, ao sair da liderança do PSD, Pedro Santana Lopes disse que ia "andar por aí"; quinze anos depois, Luís Montenegro não citou o ex-líder textualmente, mas garantiu que "não vale a pena anunciarem a minha morte política". O candidato derrotado à liderança social-democrata reconheceu o desaire, saudou o "companheiro" Rui Rio, e informou que vai regressar "à condição de militante de base" - embora admita ir ao Congresso de fevereiro.

Diretas

Rio avisa que não vai negociar lugares para segunda volta

Rui Rio avisou que não vai negociar lugares para uma segunda volta, tal como diz não ter feito nesta primeira etapa da corrida à liderança, defendendo que os votos devem "ser livres" e que quem votou nele foi "por convicção". Criticou Luís Montenegro por piscar o olho a Pinto Luz e disse que "a união faz-se mais rapidamente em torno do mais forte". Além disso, recusou o desafio para um debate televisivo.

Imagens

Últimas