entrevista

Exclusivo

"Queria dar resposta às queixas dos meus compatriotas e não podia"

Paulo Pinto de Albuquerque atribui um "significado muito importante" à homenagem de que foi alvo. Não só porque ela representa o reconhecimento do trabalho efetuado ao longo de nove anos, mas também pela importância que esta tem para a Justiça portuguesa. Ao JN, recorda o tempo em que divisão portuguesa no TEDH não tinha meios suficientes para responder aos anseios dos portugueses, o que impediu que fosse feito mais e melhor justiça.

Imagens

Últimas