Estilos

Estilos

Móveis saem de casa e vão para o jardim

Por Rita Neves Costa A pensar nos convívios entre amigos, familiares ou até em momentos a sós, mas sem sair do perímetro da residência, aposta-se no mobiliário de exterior. Cadeiras, mesas e sofás fazem agora parte de jardins, varandas, quintais e terraços. “A flexibilidade é a verdadeira tendência”, explica à “Notícias Magazine” Marta Cunha, designer de interiores da Ikea Portugal. A marca sueca tem apostado na versatilidade dos produtos, de forma a que se adaptem ao interior e ao exterior de uma casa. Exemplo disso é a adaptação de sofás, cuja manutenção e montagem permite que mudem de cenário, sejam […]

Estilos

Roupa de luxo a preços de fábrica

Texto de Joana Almeida Silva Tudo começou com um simples par de meias. A sogra de Reinaldo Moreira, um dos três sócios gerentes da Springkode, deu-lhe um par de meias, dos bons, sem marca, e o gesto plantou a semente para um projeto. A Springkode é uma startup do Porto e permite fazer aquilo que quem vive na região Norte já terá mais facilmente experimentado: comprar um produto premium, diretamente na fábrica, a baixo preço. Só que o faz online, para todo o Mundo. Reinaldo, 32 anos, formado em Engenharia Industrial e Gestão pela Universidade do Porto, explica que em […]

Estilos

O estilo de vida influencia a osteoporose? A resposta estará na serra

Texto de Sara Dias Oliveira Há perguntas que precisam de respostas para o bem da saúde e da Humanidade. Será que as pessoas, nos últimos anos, têm apostado na prevenção da osteoporose? Será que a maioria dos doentes adere à terapêutica? Será que há uma maior consciencialização para a necessidade de eliminar fatores de risco diretamente ligados ao estilo de vida? O trabalho de investigação “Osteoporose: Influência do estilo de vida no pré e pós-diagnóstico em utentes da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Seia” acaba de ganhar a primeira edição da Bolsa de Investigação em Osteoporose criada pela […]

Estilos

O seu filho tem amigos imaginários? É normal

Pode parecer estranho, mas é normal. Habitualmente as crianças entre os três e os seis anos têm amigos imaginários. Não existem na vida real, existem nas suas cabeças. Podem ser bonecos, animais, objetos, ou nem sequer ter existência física. É uma forma de os mais pequenos descobrirem gradualmente a sua identidade, experimentarem todas as facetas da sua personalidade, serem quem quiserem, comandarem o seu mundo. É um sinal de desenvolvimento emocional e cognitivo saudável e que a imaginação está a fazer o seu caminho. A menos que se fechem demasiado nesse [...]

Imagens

Últimas