Tribunais

Exclusivo

"Fechava-os porque iam de noite para os copos e depois não trabalhavam"

Uma família do Mogadouro é acusada de ter escravizado, durante cinco anos, 14 portugueses levados para quintas espanholas, em León e La Rioja. Com a promessa de 30 euros por dia, trabalhavam até 13 horas por dia, sem folgas durante meses. Eram "alimentados" com sandes de pão duro, "arroz com ossos", massas e batatas com "barbatanas ou rabos de bacalhau". O banho era com água fria, e dormiam fechados à chave, para não fugirem, em currais ou pocilgas.

Imagens

Últimas