Cáritas do Porto tem de comprar alimentos para conseguir suprir as necessidades das mais de 500 famílias a quem entrega cabazes. No espaço de um ano, os pedidos de ajuda triplicaram.

Crise

Advogados e professores já pedem ajuda à Cáritas

Advogados e professores já pedem ajuda à Cáritas