A presidente da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) alertou esta segunda-feira, no Porto, para a necessidade de uma resposta "mais eficaz" no atendimento técnico a mulheres vítimas de violência. A UMAR diz que este ano já foram já assassinadas mais nove mulheres do que em 2011. Maria José Magalhães falava após uma homenagem a todas as vítimas de homicídio por violência doméstica.

Porto

UMAR reivindica eficácia no apoio às vítimas de violência doméstica

UMAR reivindica eficácia no apoio às vítimas de violência doméstica