Entrevistas

«Costumo dizer que sou uma hippie reformada»

«Costumo dizer que sou uma hippie reformada»

Nasceu em Lisboa, cidade onde ainda vive. Canta desde os 15 anos e aos 27 deixou o emprego de arquivista do Ministério das Finanças para passar a fazer vida das cantigas. Foi a voz dos Deolinda – ou deu voz à Deolinda, como prefere dizer – e durante uma década fez mais de quarenta viagens, entre concertos, espetáculos e festivais. Se calhar até foram mais – já perdeu a conta aos muitos palcos a que subiu pela Europa, América, África e Ásia. Agora Ana Bacalhau canta em nome próprio e continua a viajar, mas para dar a conhecer o primeiro […]

Para saber mais clique aqui: www.voltaaomundo.pt