OCDE prevê taxa recorde de desemprego em 2013

28.11.2011 - 20:03
A taxa de desemprego em Portugal vai continuar a crescer nos próximos dois anos, atingindo um máximo histórico de 14,2% em 2013, segundo previsões divulgadas esta segunda-feira pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.
 
Vasco Neves/Global Imagens

Este valor previsto pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) é o equivalente a quase um desempregado por cada sete trabalhadores portugueses.

A OCDE divulgou esta segunda-feira previsões de um agravamento da economia portuguesa em 2012, traçando um cenário mais pessimista do que o Governo e a Comissão Europeia, com uma contracção do PIB a rondar os 3,2% e a taxa de desemprego a chegar aos 13,8%.

Para 2013, a OCDE prevê uma recuperação de apenas 0,5% do PIB, enquanto a taxa de desemprego atinge os 14,2%, o valor mais alto de sempre registado pela organização para Portugal.

Nas previsões da OCDE, a taxa de 14,2% seria a terceira mais alta entre os 34 membros da organização, inferior apenas à da Grécia (18,7%) e da Espanha (22,7%).

"Vejo com muita preocupação (as previsões divulgadas), mas sabemos que antes de conseguirmos alcançar um processo de ajustamento da economia nacional haverá um aumento da recessão e um agravamento do desemprego antes de as coisas começarem a melhorar", disse à imprensa o ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira.

 
 
Empresas na Caixa 300x100 JN
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
VER VÍDEO
Atualidade

Médica portuguesa vai para a Serra Leoa combater o ébola

AtualidadePassageiros surpreendidos no Porto com greve na TAP
Close-upTartarugas Ninja voltam a invadir salas de cinema
Mais Economia
01.11.14
A redução da Taxa Social Única em 0,75 pontos percentuais para empresas que paguem o salário mínimo entra em este sábado vigor e apoiará os empresários...
31.10.14
As prestações do crédito à habitação revistas em novembro vão descer para os empréstimos com taxas Euribor associadas a três e seis meses, segundo...

Comentários
Reacções no Twitter
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados Pessoais

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado






Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled