JN
Diretor Interino
Alfredo Leite

FERRAMENTAS
ESTATÍSTICAS
Patrocínio
 

Beijo lésbico de atletas russas acende polémica

Publicado

 
 
foto GRIGORY DUKOR/REUTERS
Beijo lésbico de atletas russas acende polémica
 

As atletas russas Kseniya Ryzhova e Tatyana Firova, distinguidas com a medalha de ouro na prova de estafetas, no Mundial de Atletismo, em Moscovo, celebraram a vitória com um beijo lésbico. O ato tem sido alvo de polémica e é visto como uma afronta às leis anti-homossexuais aplicadas na Rússia.

Vencedoras da medalha de ouro da prova de 400 metros de estafetas, as atletas Kseniya Ryzhova e Ttyana Firova reacenderam a polémica em torno da política anti-homossexual russa que proíbe qualquer tipo de propaganda gay a menores de 18 anos.

Esta não é, no entanto, a primeira vez que o assunto é abordado nos Mundiais de Atletismo, que começaram no passado sábado e terminam este domingo. Na sexta-feira, a atleta russa do salto à vara Yelena Isinbayeva alegou que tinha sido mal interpretada, depois de ter demonstrado publicamente o apoio às medidas do Governo russo e criticado as atletas suecas que haviam pintado as unhas com as cores da bandeira gay como forma de apoio à comunidade homossexual.

"O inglês não é a minha primeira língua, penso que poderei ter sido mal entendida", disse a atleta que apenas queria chamar a atenção para a necessidade das pessoas "respeitarem as leis dos outros países, principalmente quando são as suas convidadas".

Em resposta às declarações da russa, Emma Green Tregaro, que levou para a Suécia a medalha de bronze, pôs no Instagram uma imagem das unhas pintadas com a mensagem: "Unhas pintadas com as cores do arco-íris". "A primeira coisa que vi quando cheguei a Moscovo foi um arco-íris, é irónico", disse, posteriormente, a atleta, cujo exemplo foi seguido por outras com publicações semelhantes.

Em resposta, Isinbayeva afirmou que as declarações da sueca eram "desrespeitosas" para a Rússia. "Talvez sejamos diferentes do europeus e outras pessoas de terras diferentes", afirmou, acrescentado que "quando chegámos a um país diferente, temos de seguir as suas leis. Homens com mulheres e mulheres com homens".

Ler Artigo Completo (Pág.1/2) Página seguinte
 
 

Comentários
Reacções no Twitter
Comentar

Caracteres disponíveis: 750

Receber alerta de resposta Aparecer como Anónimo
Lembrar dados Pessoais

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados. Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

Se tem conta, faça Login

Email

Password

Legenda

Utilizador RegistadoUtilizador Registado    Utilizador Não RegistadoUtilizador Não Registado




Multimédia
Blogues
Inquérito



Continente Uva d'Ouro - JN 300x100
BT Edições Multimédia

Ocasião/Zaask - Destaque 300x100 DN
Últimas
+Lidas
+Comentadas
+Pesquisadas
 

Futebol

Vídeos da Liga
Liga Zon Sagres
Classificação
Resultados
Próxima Jornada
1 - Rio Ave (10)
2 - V. Guimarães (10)
3 - Benfica (10)
4 - FC Porto (10)
5 - Marítimo (9)
6 - Sp. Braga (7)
7 - Belenenses (7)
8 - Sporting (6)
9 - Moreirense (5)
10 - Arouca (4)
11 - P. Ferreira (4)
12 - Estoril (4)
13 - V. Setúbal (4)
14 - Nacional (3)
15 - Boavista (3)
16 - Académica (2)
17 - Gil Vicente (1)
18 - Penafiel (0)

Serviços


TEMPO Dados fornecidos por Wunderground
  • 20ºC
  • 17ºC
  • HOJE
  • 21ºC
  • 17ºC
  • AMANHÃ

 

destaque conselhoeditorial
banner Barómetro Tomar o pulso ao país
Economia Social


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled