Portas aceita pagar "um preço de reputação" por "um futuro melhor"

12.07.2013 - 15:08
O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, afirmou, esta sexta-feira, preferir pagar "um preço de reputação" do que não fazer o que deve para "um futuro melhor", voltando a defender a proposta pela maioria apresentada ao Presidente da República.
 
Natacha Cardoso / Global Imagens
Paulo Portas e Pedro Passos Coelho

"Prefiro pagar um preço de reputação nas vossas intervenções do que não fazer o que posso e o que devo para um futuro melhor", afirmou Paulo Portas, no encerramento do debate do "estado da nação', numa intervenção em que citou Sá Carneiro e Adriano Moreira.

Leia Também

O também presidente do CDS-PP dirigia-se aos partidos da oposição, que se referiram nas suas intervenções ao caráter "irrevogável" da sua demissão do Governo, em que acabou por permanecer.

"Em tempo veloz, porque as circunstâncias o exigiam, a maioria entregou ao senhor Presidente da República para avaliação, uma solução governativa estável. Creio ser manifesto que a sociedade, os parceiros sociais, os mercados, a maioria dos cidadãos registaram esse entendimento e sublinharam a evolução que continham", disse.

"O país tem uma maioria que apresentou uma solução ao Chefe de Estado, é uma solução que bem proximamente demonstrará a sua confiança, vencendo com naturalidade a censura que foi hoje aqui anunciada", afirmou, numa alusão à moção de censura que vai ser apresentada pelo Partido Ecologista "Os Verdes" na próxima semana.

Na intervenção, Portas citou o fundador do PSD e antigo primeiro-ministro da Aliança Democrática Francisco Sá Carneiro: "Primeiro Portugal, depois o partido, por fim, a circunstância pessoal de cada um de nós", disse.

"Acrescentaria que em caso de opção entre o interesse de Portugal e do partido deve prevalecer o de Portugal e em caso de opção entre a razão de partido e a razão pessoal, deve prevalecer a razão de partido", defendeu.

Ler Artigo Completo
 
 
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Mais Política
28.11.14
O porta-voz do CDS-PP afirmou que o primeiro-ministro deu à RTP uma "entrevista serena", considerando que Passos Coelho reconheceu que "a carga...
27.11.14
O coordenador do Bloco de Esquerda João Semedo desmentiu as declarações de Passos Coelho, em entrevista à RTP, de que a precariedade está a baixar...
27.11.14
O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse, em Coimbra, que o primeiro-ministro, Passos Coelho, continua a não olhar para a realidade...
27.11.14
O partido Os Verdes afirmou que a entrevista do primeiro-ministro à RTP revelou a "verdadeira faceta" da atual governação e que Pedro Passos Coelho...
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

96 Comentários

Mais Lidas
21.11.14
O cabecilha de um esquema de casamentos por conveniência de imigrantes paquistaneses no Reino Unido com mulheres portuguesas foi condenado a quatro...
22.11.14
Um britânico perdeu o gato de estimação em 2003, mas nunca deixou de o procurar. Onze anos depois, dono e gato voltaram a reunir-se.


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled