Alunos do 4.º ano vão ter exames a partir do próximo ano

26.03.2012 - 18:31
Os alunos do quarto ano de escolaridade vão passar a realizar provas finais a partir do ano letivo de 2012/2013, anunciou o ministro da Educação, Nuno Crato.
 
Alunos do 4.º ano vão ter exames a partir do próximo ano
foto Nuno Crato

De acordo com o ministro, que apresentou, esta segunda-feira, a versão final da revisão da estrutura curricular do Ensino Básico e Secundário, as notas daquelas provas deverão valer cerca de 30% na classificação do aluno no fim do ano letivo.

Nuno Crato afirmou que esta decisão ainda não está tomada, mas que deverá ser "muito provavelmente" idêntica à estabelecida para o 6.º ano.

Os alunos do 6º ano, que realizam este ano pela primeira vez as provas finais, terão agora ao abrigo de um regime transitório uma ponderação de 25%, mas que passará depois a 30%.

No âmbito da revisão curricular, que entrará em vigor no próximo ano letivo, o Ministério da Educação decidiu manter a Educação para a Cidadania como "intenção educativa" em todas as áreas curriculares, mas não como disciplina autónoma obrigatória.

Segundo Nuno Crato, as escolas podem optar por manter uma hora dedicada especificamente a esta área ou usá-la para outras atividades e valorizar o caracter transversal da formação cívica, todos os dias e em diferentes disciplinas.

O ministro da Educação frisou que até a pontualidade é um bom exemplo neste campo bem como a educação em geral.

Ler Artigo Completo
 
 
Fazemos Bem JN 300x100
BT Edições Multimédia
 
subscreva já
newsletter diária jn
Receba diariamente no seu e-mail a Newsletter do JN e alertas de última hora

 
 
Mais Sociedade
29.11.14
Depois de quatro anos em queda, as médias dos exames do Ensino Secundário voltam a subir e chegam à positiva: de 9,15 em 2013, para 10,1 em 2014.
21.11.14
Uma professora da Escola Básica n.º 2 de Lamaçães, Braga, foi agredida com "uma bofetada" por uma mãe, que ali terá ido "tirar satisfações" pela...
19.11.14
O secretário-geral da Fenprof anunciou, esta quarta-feira, que o Tribunal de Leiria decretou a colocação, numa escola de Santarém, de um professor...
Comentar
Caracteres Disponíveis: 750
Enviar Comentário
Obrigado! O seu comentário ficará visível dentro de momentos.
Ocorreu um erro. Tente novamente mais tarde.

Nota: Os comentários deste site são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores.
Consulte a Conduta do Utilizador, prevista nos Termos de Uso e Política de Privacidade. O JN reserva-se ao direito de apagar os comentários que não cumpram estas regras. Aparecer como anónimo - os dados (nome e-mail) são ocultados.
Os comentários podem demorar alguns segundos para ficarem disponíveis no site.

39 Comentários


Controlinveste Conteúdos, S.A. Todos os direitos reservados
Termos de Uso e Política de Privacidade |  Ficha Técnica |  Quem Somos |  Contactos |  Webmaster This website is ACAP-enabled