Pedrógão Grande

ERC vai analisar reportagem de Judite Sousa

ERC vai analisar reportagem de Judite Sousa

A reportagem de Judite Sousa em Pedrógão Grande, junto a um corpo tapado, e que está a gerar uma onda de críticas na Internet, vai ser analisada pelos conselheiros da Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

A ERC anunciou esta segunda-feira que vai abrir um processo de averiguações à reportagem exibida domingo no "Jornal das 8" da TVI sobre o grande incêndio em Pedrógão Grande, que vitimou até ao momento 63 pessoas.

A decisão, tomada esta manhã pelo Conselho Regulador da ERC, surge na sequência das críticas públicas, amplificadas pelas redes sociais, à reportagem em que a diretora-adjunta de Informação da TVI surge perto de um corpo tapado com um lençol branco, no perímetro de segurança definido pelas autoridades.

No trabalho Judite Sousa dá voz aos familiares das vítimas, indignados pelo facto de as autoridades não terem, até aquele momento, permitido a remoção dos cadáveres.

De acordo com o Regulador, a reportagem de Judite Sousa motivou a receção de "mais de 100 participações que contestam o plano televisivo em que aparece um dos cadáveres da tragédia, na referida reportagem".

"Consciente do estado de choque em que o país se encontra", o órgão regulador reforçou esta tarde em comunicado a sua solidariedade com a sociedade portuguesa "e espera que a comunicação social seja de uma sensibilidade profissional a toda a prova, neste momento de luto nacional".

As queixas estenderam-se igualmente às redes sociais, onde vários internautas e profissionais de televisão criticaram a opção de Judite Sousa e da TVI. Em declaração ao site N-TV, Judite Sousa fez uma única declaração em relação às críticas: "No comments".

Já esta tarde também, o Sindicato dos Jornalistas apelara à sobriedade dos órgãos de comunicação na cobertura dos incêndios, condenando o sensacionalismo. O Sindicato dos Jornalistas lembrou ainda o Código Deontológico dos Jornalistas, em especial o ponto que refere a necessidade do jornalista em "atender às condições de serenidade, liberdade e responsabilidade das pessoas envolvidas".

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado