O Jogo ao Vivo

Futebol

"Fomos claramente prejudicados pelo árbitro", diz Casillas

"Fomos claramente prejudicados pelo árbitro", diz Casillas

A arbitragem de Tiago Martins não agradou ao F. C. Porto. O treinador disse que o árbitro "condicionou o resultado", mas Casillas foi mais longe. "Fomos claramente prejudicados".

Nuno Espírito Santo, treinador do F. C. Porto, criticou a arbitragem de Tiago Martins. "Preferia não comentar o trabalho dos árbitros. Mas foi por de mais evidente, nem preciso de ver as imagens. Condicionou o resultado, as ações dos jogadores do Sporting são claras e ele devia tê-las visto, tem a obrigação de o fazer", disse.

"Preferia não comentar, mas é por de mais evidente que o árbitro teve influência direta", acrescentou o treinador do F. C. Porto.

Iker Casillas foi mais longe. "Fomos claramente prejudicados. Todos somos humanos e enganamo-nos, mas o árbitro equivocou-se", disse o guarda-redes do F. C. Porto.

"Nas duas jogadas de golo saímos claramente prejudicados, com duas mãos claras. Não vamos avaliar se foi de forma intencional ou não. Mas o Porto foi claramente prejudicado por duas ações que mudaram a partida", disse Casillas.

"Fomos prejudicados, o árbitro não esteve à altura de um 'clássico', com duas decisões desfavoráveis para nós. Agora temos que pensar já na próxima partida da Liga", acrescentou o guarda-redes do F. C. Porto.

O Sporting também se queixou de Tiago Martins, particularmente na expulsão de Jorge Jesus. "Penso que não aconteceu nada, ele até estava bem longe dos árbitros, não percebo este critério, foi um critério muito apertado. Os treinadores fazem parte do espetáculo e têm de intervir no jogo. Penso que esta situação que os árbitros estão a criar não é em favor do futebol", disse Raul José, adjunto dos leões.

"Estamos no caminho certo, há um longo caminho a percorrer e penso que vamos chegar lá com sucesso", sustentou Raul José, projetando o futuro, com base no que viu, este domingo, em Alvalade.

"O Sporting foi um justo vencedor. Reagimos a uma desvantagem, tivemos o jogo controlado, só tivemos um pouco fora do controlo do jogo na parte final. Soubemos sofrer e fomos os justos vencedores", disse Raul José.

Nuno Espírito Santo viu um jogo diferente. "Entrámos muito bem no jogo, a mandar, chegámos à vantagem, a equipa trabalhou bem. Estamos em crescimento, cada dia é um dia importante para nós, as derrotas também têm de servir para processarmos ideias", disse.

"A equipa reagiu sempre ao jogo, a dinâmica foi boa, tivemos posse, pressionámos alto. Conseguimos um primeiro objetivo da época que era estar na 'Champions', o segundo é terminarmos o campeonato em primeiro", acrescentou Nuno Espírito Santo.

Gelson, que foi decisivo nos dois golos do Sporting, disse que o lance do primeiro golo "foi um lance limpo, no peito, não houve mão", e enalteceu a equipa. "Foi uma boa vitória. Entrámos bem na partida, o jogo correu bem, foi um jogo de sacrifício e mostrámos o nosso valor. Saio satisfeito."

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM