Banca

António Domingues demite-se da Caixa Geral de Depósitos

António Domingues demite-se da Caixa Geral de Depósitos

O presidente do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos, António Domingues, apresentou a demissão, revelou este domingo o Ministério das Finanças.

Em comunicado, o Governo lamenta a decisão e revela que a renúncia ao cargo terá efeitos a partir do final do mês de dezembro. "Muito brevemente", será apresentado um nome que "dê continuidade aos planos de negócios e de recapitalização já aprovados".

A entrada de António Domingues na Caixa esteve envolta numa polémica relacionada com a apresentação das declarações de património e de rendimentos ao Tribunal Constitucional (TC). A nova equipa de gestão do banco público entendia não estar obrigada a fazê-lo.

Nas últimas semanas, todos os partidos defenderam que os administradores da Caixa deveriam entregar as declarações de rendimento e património no TC, tal como o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos.

A esta polémica, juntou-se, em seguida, uma nova questão relacionada com a eventualidade de Domingues estar na posse de informação privilegiada sobre a CGD quando participou, como convidado, em três reuniões com a Comissão Europeia para debater a recapitalização do banco.

Recomendadas

Conteúdo Patrocinado

Outros conteúdos GM