Justiça

Cerca de 400 veículos de turistas assaltados em Sintra num ano

Cerca de 400 veículos de turistas assaltados em Sintra num ano

Sintra e, sobretudo a sua zona histórica, turística e de restauração, tornou-se apetecível para os larápios que praticam furtos no interior de veículos, maioritariamente alugados por turistas, tendo a GNR registado só no ano passado 397 assaltos, segundo confirmou, ao JN, fonte do Comando-Geral.

Trata-se, para uns de números preocupantes e para outros, pela frequência dos furtos, geradores de alguma insegurança, sem que até ao momento a GNR tenha conseguido fazer detenções.

Já este ano, desde janeiro, elevam-se a mais de 30 o número de furtos praticados, sem que a GNR consiga intercetar e deter os autores. E este número pode elevar-se com a chegada da quadra pascal que atrai à região milhares de turistas.

O assaltantes, que a GNR suspeita atuarem em grupos de dois ou três elementos, visam maioritariamente veículos alugados por turistas estrangeiros, estacionados em áreas como a Pena, a Regaleira e a vila velha.

Segundo fonte da GNR, trata-se de viaturas que "são facilmente referenciadas por autocolantes identificativos da empresa de aluguer".

Em regra, os larápios, bastante discretos, atuam por arrombamento do canhão da porta ou, noutras situações, partem os próprios vidros.

Telemóveis, máquinas de filmar e fotografar, tablets, dinheiro e documentos pessoais têm sido os artigos mais furtados do interior dos veículos estacionados. De acordo com a mesma fonte da GNR, "os valores variam muito", mas calcula-se que os 397 furtos, praticados só no ano passado, possam ter rendido largos milhares de euros aos ladrões.

O elevado número de assaltos levou, entretanto, a GNR a "aumentar as ações de policiamento preventiva". Há um "reforço de patrulhamento a cavalo, moto e ciclo, especialmente direcionado para as áreas referenciadas por este tipo de criminalidade", esclareceu a mesma fonte do Comando Geral da GNR.

"Outro tipo de ação desenvolvida, é a sensibilização das populações relativamente a algumas recomendações sobre procedimentos de segurança a adotar, como por exemplo, não deixar objetos de valor, especialmente de forma visível, no interior dos veículos que ficam parqueados", concluiu.

Recomendadas

Outros conteúdos GM

Conteúdo Patrocinado