pais

Texto português escrito em Arnoso

Texto português escrito em Arnoso

O "Pacto de Gomes Pais e Ramiro Pais" foi distribuído, ontem, no Congresso Histórico que decorreu em Famalicão. Trata-se do primeiro texto em Galaico-Português que terá sido escrito na freguesia de Arnoso Santa Maria, em Vila Nova de Famalicão, e descoberto devido a um estudo de José António Souto Cabo, da Universidade de Santiago de Compostela. Estava prevista a presença do autor do estudo, contudo, devido a motivos de saúde de seu pai, tal não se revelou possível, pelo que o mesmo se disponibilizou a deslocar-se a Famalicão numa outra altura.

O texto é um "acórdão de não agressão e ajuda recíproca a que chegaram dois irmãos fidalgos do Minho, provavelmente filhos de Paio Guterres da Silva", que estabelece um pacto de "interacção entre irmãos, de interajuda na defesa dos interesses das terras".

Desse modo, Gomes Pais "compromete-se" a não intervir na "vila" que Ramiro possuía em Santa Maria de Arnoso, sendo que, ao mesmo tempo, pactuam "ajuda mútua num âmbito territorial que ia desde Santa Maria de Arnoso até ao antigo julgado de Fraião, no Minho, onde provavelmente Gomes Pais concentrava o seu património". "É um documento que atesta a nacionalidade da língua portuguesa, o que confere grande importância para os historiadores", adiantou o adjunto do presidente da Câmara para a Cultura, Leonel Rocha.

Entretanto, será publicada uma monografia sobre a história do concelho a partir das comunicações proferidas no congresso. "Queremos apresentar uma obra de vulto para assinalar os 800 anos, com uma monografia que fosse capaz de ter, de forma completa, a história famalicense", apontou Leonel Rocha. Alexandra Lopes

ver mais vídeos