O Jogo ao Vivo

Festival

Conan Osiris não passou à final da Eurovisão

Conan Osiris não passou à final da Eurovisão

Portugal falhou, esta terça-feira à noite, o acesso à final do festival Eurovisão da Canção. Em Telavive, Israel, a música "Telemóveis", de Conan Osiris, não ficou entre as 10 escolhidas da primeira semifinal e foi uma das sete eliminadas, apesar de uma boa performance do lisboeta de 30 anos.

Antes das votações, Portugal brindava com o apresentador israelita Assi Azar, que até pediu a máscara emprestada a Conan Osiris. Muitos viram ali uma premonição, mas festejar antes do tempo nunca é bom e as casas de apostas mostraram ter razão.

No final, o anúncio dos apurados para a final foi feito por ordem aleatória sem que fossem revelados os votos de forma a não condicionar os resultados para a final. Assim, passa à próxima fase a Grécia, a Bielorrússia, a Sérvia, o Chipre, a Estónia, a República Checa, a Austrália, a Islândia, São Marino e a Eslovénia.

Quanto a Portugal, foi preciso esperar mais de uma hora para ver um Conan Osiris sério, a entrar calmo ante muitos aplausos que não faziam antever o desfecho prostrado para as cores lusas. O português mudou na atuação, mostrou cara de raiva e apresentou uma voz pejada de graves que lhe dão mais segurança, mas não convenceram quem vota: público fora de Portugal e júri.

Conan ainda puxou pela audiência, com gritos ocasionais, enquanto se percebia que a performance de dança estava mais sólida. O contraste vocal aparece no fim com um enquadrado agudo que arranca apoio dos 7280 espectadores presentes na Expo Telavive, antes de Conan Osiris cair sobre os degraus.

É um fim inglório para o tema que Portugal escolheu por unanimidade e que mereceu 95% dos votos de melhor letra da Eurovisão, escolhida entre poetas e escritores de todo o Mundo para o portal "Eurostory", um dos mais reputados do Mundo da Eurovisão.

Esta é a nona vez que Portugal falha uma passagem à final do Festival Eurovisão da Canção: entre 2004 e 2007, inclusive, e em 2011, 2012, 2014 e 2015.

Aos 10 países apurados esta terça-feira irão juntar-se outros 10, que serão escolhidos na segunda semifinal, na quinta-feira.

Na final, no sábado, aos 20 países apurados nas duas semifinais, irão juntar-se os "Cinco Grandes" (França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido) e o país anfitrião (Israel).

A cerimónia da primeira semifinal teve início com uma atuação de Netta Barzilai, vencedora em 2018, com o tema "Toy".

Madonna vai atuar na final
Madonna vai mesmo atuar na final da Eurovisão, no sábado, como confirmou esta terça-feira através de comunicado. A atuação da rainha da Pop estava em dúvida porque ainda não havia contrato assinado, mas o tabu fica agora desfeito.

Emigrantes ajudaram
Os emigrantes portugueses puderam votar no tema de Conan Osiris, ao contrário dos residentes em Portugal. É que a transmissão televisiva de cada país omite o número da votação do seu cantor, para não beneficiar países mais populosos.

Famosos apelaram ao voto em Conan
Algumas figuras públicas apelaram ao voto em Conan Osiris, antes da semifinal. Filomena Cautela foi a mais incisiva e levou mesmo Quim Barreiros a fazer o mesmo apelo, no "Pressão no Ar", do programa 5 Para a Meia Noite, da RTP.

Júri votou segunda-feira
Ao contrário dos votos do público, que foram contabilizados durante a gala da semifinal, o júri já tinha votado na segunda-feira, no ensaio geral. Significa que, à partida para a gala, o destino de alguns cantores já estava traçado, embora os votos só tivessem sido revelados durante o certame.

Austrália na Eurovisão?
Sim, a Austrália participa desde 2015 e é o país mais recente. É o segundo país de fora da Europa ou Ásia a participar, depois de Marrocos, em 1980. Era para ser só uma vez, mas a popularidade da Eurovisão na Austrália valeu-lhe a continuidade em 2016.