Polémica

ERC vai investigar convite da TVI a Mário Machado

ERC vai investigar convite da TVI a Mário Machado

O SOS Racismo condenou, esta quinta-feira, a TVI por ter levado ao programa "Você na TV", apresentado por Manuel Luís Goucha e Maria Cerqueira Gomes, o convidado Mário Machado. "É branquear a violência e normalizar o racismo", acusa a organização em comunicado. A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) vai investigar o caso.

No mesmo texto, o SOS Racismo recorda que "Mário Machado foi condenado em 1997 a uma pena de quatro anos e três meses de prisão por envolvimento na morte de Alcino Monteiro - assassinado em 1995, no Bairro Alto", acrescentando que voltou a ser "condenado por vários crimes de violência, sequestro, posse de arma e discriminação racial".

Mário Machado foi um dos convidados do programa matinal da TVI esta quinta-feira, tendo sido "anunciado" na página do Facebook de Manuel Luís Goucha como "autor de algumas declarações polémicas".

Uma das questões abordadas pelos apresentadores e convidado foi acerca da necessidade de Portugal "ter um novo Salazar". Goucha até partilhou na sua página uma sondagem com a mesma pergunta, algo que foi alvo de críticas dos seguidores nos comentários.

No comunicado, a organização antirracismo lembra ainda que Mário Machado "liderou durante muito tempo os "Hammerskins Portugal, um bando criminoso nazi, cujo ritual de iniciação se baseia no crime de sangue". Nesse sentido, o SOS Racismo acusa a TVI de "estender o tapete a um dos chefes de fila da extrema-direita portuguesa, sobejamente conhecido por defender o fascismo e o racismo e a violência a eles associada".

"E não se trata de escolher entre liberdade de expressão e censura, mas sim, entre a democracia e o ódio racial. O racismo não é uma opinião, mas sim um crime. (...) Face ao exposto, o SOS Racismo condena o convite a Mário Machado sem hipótese de contraditório e ao arrepio de todas as regras da ética jornalística. (...) é uma grosseira falta de honestidade e uma inaceitável manipulação", conclui o comunicado.

O polémico segmento na TVI está a ser alvo de um intenso debate nas redes sociais, onde o comunicado da SOS Racismo foi partilhado.

Ao JN, a ERC confirmou que recebeu queixas sobre os programas e que estas serão apreciadas "nos trâmites habituais".