Média

Santa Casa leva o "Jornal de Notícias" até novos leitores

Santa Casa leva o "Jornal de Notícias" até novos leitores

Instituição subscreve 3400 assinaturas digitais do jornal, que vai chegar às misericórdias da Região Norte.

Nos próximos seis meses, graças à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), o "Jornal de Notícias" (JN) vai ganhar novos leitores. "O direito de informar e ser informado é uma necessidade que não pode ser descurada, sobretudo numa altura como esta", sublinha a instituição.

A SCML subscreveu 3400 assinaturas digitais do JN (e 2800 do "Diário de Notícias"), que serão distribuídas por várias misericórdias da Região Norte. Foi a forma que a instituição encontrou, "no âmbito da sua missão cada vez mais abrangente na sociedade", para ajudar alguns dos principais títulos de Comunicação Social de referência, que estão a atravessar um período difícil, com perdas de venda em banca e de publicidade.

A iniciativa, que serve o objetivo da SCML de "fazer chegar informação credível e validada a mais pessoas", não abrange apenas estes dois periódicos que integram o Global Media Group. Há mais cinco títulos generalistas e um desportivo, totalizando 20 mil novas assinaturas, incluídos nesta ação da SCML, que quer "inspirar outras entidades e empresas para a importância da informação jornalística".

Também a Imprensa regional é contemplada neste projeto, com os Jogos Santa Casa a garantirem o reforço do investimento publicitário nestes órgãos.

Misericórdia do Porto distribui diário a doentes internados

​​​​​​​Para facilitar o acesso à informação e proporcionar um momento de descontração em tempos de isolamento, a Santa Casa da Misericórdia do Porto distribui diariamente o "Jornal de Notícias" a cerca de 300 doentes internados no Hospital da Prelada e no Hospital Conde Ferreira. Joaquim tem 65 anos, é leitor assíduo do JN e está no Conde de Ferreira há uma década. A pandemia mudou-lhe as rotinas. Tirou-lhe as idas a casa e as visitas dos familiares. Mas não lhe roubou as leituras. Aprecia os artigos de opinião, as notícias, os signos e a previsão do tempo. Já a Maria, internada há 40 dias na Prelada, o JN permite-lhe "distrair-se um pouco".