1947-2022

Morreu o músico e ator Meat Loaf

Morreu o músico e ator Meat Loaf

Morreu o cantor e ator norte-americano Meat Loaf. Tinha 74 anos.

Meat Loaf morreu ontem, 20 de janeiro, confirmou a família. Tinha 74 anos. "É com o coração destroçado que anunciamos que o incomparável Meat Loaf morreu durante a noite, com a mulher Deborah ao lado. As filhas, Pearl e Amanda, e amigos próximos acompanharam-no ao longo das últimas 24 horas", lê-se no Facebook do músico e ator norte-americano.

Com uma carreira que se estendeu por seis décadas, Meat Loaf vendeu mais de 100 milhões de discos em todo o Mundo e participou em mais de 65 filmes, incluindo "Clube de Combate", "Focus" e "Rocky Horror Picture Show", recorda o Facebook do músico e ator.

"Bat Out of Hell" mantém-se como "um dos 10 álbuns mais vendidos de todos os tempos", lê-se na página oficial do cantor no Facebook, que deixa uma mensagem aos fãs. "Sabemos o quanto significava para tantos de vós e agradecemos do fundo do coração o apoio e o amor que nos transmitem quando passamos por estes tempos de dor pela perda de um artista inspirador e um bom homem".

Numa mensagem em que agradecem aos fãs que entendam a necessidade da família de privacidade nesta altura, a família de Meat Loaf termina o "post" com um mantra da vida do músico. "Do coração dele para as nossas almas... nunca deixem de rockar."

Meat Loaf nasceu Michael Lee Aday em Dallas, nos EUA, a 27 de setembro de 1947. O nome artístico, em português, significa rolo de carne, um prato feito com carne picada enrolada e levada ao forno e muito apreciado nos EUA.

Contou o músico, ator e produtor norte-americano que o nome artístico tem dois pais: o progenitor biológico, um veterano da II Guerra Mundial com problemas de alcoolismo que lhe chamou "carne", devido à cor avermelhada que Michael apresentava quando nasceu e que manteve durante mais tempo do que o habitual. A segunda parte do nome chegou mais tarde, quando um treinador lhe chamou "rolo de carne".

PUB

Foi com este nome e alma que iniciou a carreira de músico, aos 20 anos, em Los Angeles, com a banda "Meat Loaf Soul". Uma carreira com arranque difícil para o músico. Recusado por várias editoras discográficas, conseguiu editar, com a ajuda da mulher, que trabalhava como manager de Bob Dylan e Janis Joplin o álbum que ninguém queria, "Bat Out of Hell", ainda hoje um dos mais vendidos da história da música, com mais de 43 milhões de cópias vendidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG