Fotografia

Patricia Pettitt: um talento por descobrir na fotografia

Patricia Pettitt: um talento por descobrir na fotografia

Fotógrafa portuguesa sediada no Porto ganhou esta semana uma menção honrosa nos Julia Margaret Cameron Awards, no Reino Unido. Um concurso mundial para mulheres. É o quarto prémio que ganha este ano, com o mesmo trabalho: "Hall of mirrors".

Antes deste prémio, Patricia Pettitt foi premiada nos 7th Fine Art Photography Awards, nos Estados Unidos. Também o Japão reconheceu o seu talento nos Tokyo International Foto Awards, na categoria "Fine Art". O melhor prémio acabou por vir da Europa, onde ganhou o terceiro prémio, medalha de bronze, nos Budapest International Foto Awards. Por meio de um olhar feminino e de autorretratos, a série "Hall of mirrors" visa examinar noções preconcebidas de feminilidade, a influência dessas noções na construção de identidades sociais, e como nos vemos e apresentamos numa sociedade onde é necessário "manter as aparências".

"Hall of mirrors" é " uma narrativa fictícia não linear, onde testemunhamos o intenso momento psicológico de uma mulher". O título remete para o mundo ambíguo de uma mulher que parece existir num limbo entre o real e o imaginário, aparentemente ausente e desconectada da realidade. Paralelamente ao mundo que vemos nas fotos há um outro, um reino interior que exerce uma forte influência sobre a personagem. As imagens abrem espaço para interpretações subjetivas sobre as complexas relações que temos connosco e com a condição humana. Como espelhos, as imagens ecoam de volta para nós aquilo que reside nos recessos mais profundos e escuros de nossa alma e refletem as perguntas feitas pelo personagem sobre quem somos e quem, talvez, realmente gostaríamos de ser", explica a artista .

PUB

Parte do êxito deste trabalho reside na biografia da fotógrafa. Durante mais de 20 anos residiu em Londres, onde trabalhou como bailarina em diferentes companhias de artes performativas. No regresso a Portugal, Patrícia Pettitt decidiu estudar fotografia e concluiu em 2020 um Master em Fotografia Artística no Instituto de Produção Cultural e Imagem, no Porto. Pettitt interessou-se pela fotografia artística porque através dela podia "encenar mundos e personagens criados através de autorretratos" contou ao JN.

O trabalho da artista tem figurado várias vezes em publicações internacionais, como a "Photo Vogue Italia", "Iconic Artist" e "Artdoc". Em Portugal, expôs na Galeria PB 27, no Porto, e a partir de 19 de junho estará numa mostra coletiva na galeria do Instituto de Produção Cultural e Imagem de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG