Exclusivo

Pedro Abrunhosa: "Isto é sério! É uma ameaça à liberdade em Portugal"

Pedro Abrunhosa: "Isto é sério! É uma ameaça à liberdade em Portugal"

Polémica de Pedro Abrunhosa com a embaixada da Rússia não pára. Artista diz ao JN que "se nos calamos, os tiranos avançam". Artistas portugueses partilham fotos de Abrunhosa e lançam um abaixo-assinado de apoio ao cantor: "Juntos pela liberdade, sempre!".

"Se nos calamos, os tiranos avançam. E há uma guerra, esta guerra da invasão da Rússia à Ucrânia, que está a trucidar tanta gente". Em declarações ao JN, o cantor e compositor Pedro Abrunhosa reaviva a polémica com a embaixada russa em Portugal, que condenou oficialmente, em comunicado, o seu discurso num concerto, e vinca, de novo, o direito à liberdade de expressão como necessidade vital: "O silêncio e o medo são as melhores armas da tirania", diz Pedro Abrunhosa.

O rastilho da polémica foi acendido a 2 de julho, num concerto em Águeda, onde o autor de "Talvez fo***" usou a canção, que fala de abusos e guerra, fome e fascismo, para criticar a invasão e o presidente russo Vladimir Putin. Abrunhosa não se limitou a "mandar fo***" Putin; pôs o público a gritar com ele "Vladimir Putin, go fuck yourself!". O público aplaudiu a braveza, repetiu a frase de Abrunhosa e gritou alto "para que se possa ouvir daqui até Moscovo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG