Exclusivo

Só Portugal tem as contas em dia no Instituto da Língua

Só Portugal tem as contas em dia no Instituto da Língua

Oito dos nove países da CPLP estão em incumprimento com a instituição, mas há estados que nunca pagaram. Dívida ascende aos 600 mil euros.

Nem a contribuição extraordinária de 200 mil euros que o Estado português fez ao Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), no início do ano, foi suficiente para resolver a situação financeira "grave" do organismo pertencente à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e que tem como objetivo "a promoção, a defesa, o enriquecimento e a difusão" do português no Mundo.

Segundo apurou o JN junto do diretor-executivo, Incanha Intumbo, Portugal é mesmo o único país com as contas em dia. "Temos alertado os estados para a necessidade de saldarem as dívidas", explicou o dirigente guineense a partir da cidade da Praia, sede da IILP, em Cabo Verde. Apesar de o atual diretor se mostrar esperançado, a verdade é que os problemas de financiamento do IILP são crónicos, havendo casos de países que "nunca pagaram qualquer contribuição".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG