Futebol

Agrava-se a situação clínica de Pelé

Agrava-se a situação clínica de Pelé

Antigo astro brasileiro, de 81 anos, tem tido vários problemas de saúde, esteve internado e está a fazer a quimioterapia, devido a tumores no intestino, no fígado e no pulmão

Edson Arantes do Nascimento, vulgarmente conhecido por Pelé, viu nos últimos dias a situação clínica agravar-se, com o surgimento de novos problemas de saúde, que se juntam a outras dificuldades que o têm atormentado.

A lenda do futebol brasileiro e mundial, de 81 anos, foi recentemente diagnosticado como tendo cancro no cólon e no último mês esteve internado e foi várias vezes realizar o tratamento de quimioterapia. No entanto, após regressar a casa na última quinta-feira, o estado de saúde sofreu um agravamento.

O cancro que lhe havia sido diagnosticado em setembro do ano passado terá sofrido um processo de metastização, alastrando-se a outras partes do organismo e originando tumores no intestino, no fígado e nos pulmões, informou a ESPN.

O antigo craque brasileiro, três vezes campeão mundial pelo "escrete", tem sofrido recidivas no estado de saúde, sendo que os mais recentes procedimentos clínicos confirmaram "a localização exata e determinado a extensão do cancro no corpo, verificando se a doença se espalhou mais ou não".

De acordo com a ESPN, a lenda brasileira tem "um tumor no intestino, um no fígado e o início de um no pulmão", sendo que "o que mais preocupa os médicos é o do fígado, por não poder ser retirado em cirurgia".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG