O Jogo ao Vivo

Relatório

Benfica SAD regista prejuízo de 35 milhões de euros

Benfica SAD regista prejuízo de 35 milhões de euros

A Benfica SAD registou, esta quarta-feira, um prejuízo de 35 milhões de euros no exercício de 2021/22, segundo o relatório enviado pelos encarnados à CMVM.

"O resultado líquido do exercício de 2021/22 ascende a um valor negativo de 35 milhões de euros, o qual está significativamente influenciado pelo resultado obtido com transações de direitos de atletas, bastante inferior aos valores alcançados nos últimos exercícios. Em termos operacionais sem direitos de atletas, verificou-se uma melhoria de 37,4 milhões de euros face ao período homólogo", pode ler-se em comunicado.

As águias informaram, ainda, que os rendimentos operacionais superaram os 169,3 milhões de euros, "o montante mais alto de sempre da história da Benfica SAD. "Este valor representa um crescimento de 80,1% face ao valor de 94 milhões de euros alcançado no período homólogo, essencialmente relacionado com a participação e desempenho na Liga dos Campeões e com o regresso faseado do público ao estádio na época 2021/22", acrescenta a nota, explicando ainda os lucros com a transferência de jogadores.

PUB

"Apesar do valor bruto das vendas de direitos de atletas ter superado o montante do exercício transato (em 2021/22, esse valor atingiu os 124,4 milhões de euros, o que compara com o montante de 110,1 milhões de euros registado em 2020/21), os resultados obtidos com as transferências realizadas foram inferiores, uma vez que os principais jogadores transferidos foram adquiridos por valores significativos e não são provenientes da formação", pode ler-se ainda.

Os rendimentos totais da SAD do Benfica ascendem aos 240,2 milhões de euros, o terceiro melhor exercício de sempre, enquanto os gastos operacionais foram de 242,5 milhões, um crescimento de 17,3% em relação ao período homólogo.

Rui Costa: "Este resultado não acontece por falta de meios para o inverter"

Já durante a apresentação do relatório de contas no auditório do Museu Cosme Damião, Rui Costa garantiu que o mesmo resultado "não aconteceu por falta de meios".

"Desde que me candidatei disse que iria privilegiar o aspeto desportivo e não o financeiro. Não quer dizer que descurámos a área financeira, mas ao fim de três anos sem títulos, decidimos apontar baterias aos resultados desportivos. Acredito que os que seguiram o mercado tenham assistido a isso mesmo, reformulação do plantel, que privilegiamos aspetos desportivos, criando dinâmica diferente, fazendo 43 operações, que irei explicar na sexta-feira, como prometido, todas as operações de mercado. Acontece porque optámos por reformular o futebol profissional do Benfica, não por falta de meios para o inverter, porque tivemos inúmeras soluções, que a própria Imprensa foi noticiando. Tivemos propostas e foi opção nossa não fazer essas vendas. Permitir-nos-ia estar com outro resultado, mas se calhar não com estes resultados desportivos", começou por dizer Rui Costa, sublinhando a vontade de apostar na formação.

"Dentro do aspeto financeiro, o que tivemos em mente, dentro da estabilidade, foi salvaguardar a redução da massa salarial, que foi amplamente conseguida, e salvaguardar aspetos de tesouraria. Libertámos uma serie de ativos, criando estabilidade na nossa formação. Temos no plantel nove jogadores da formação, um recorde. Destes nove, apenas Samuel não se estreou e isso prova, ao fim de 10 jogos, o quanto queremos vincar este pilar, o quanto queremos apostar na nossa formação. Irá permitir-nos ter mais-valias desportivas e financeiras para o clube. Em nenhuma situação, em nenhum momento nos alarmamos, sabemos bem qual é o caminho que queremos percorrer. O caminho não está completo, mas demos passos gigantes para acontecer em breve. Quero tranquilizar o universo benfiquista, que este resultado, apesar de ser negativo, foi pensado, estruturado, não aconteceu por falta de meios. Financeiramente, o clube está muito saudável, só foi possível usar esta estratégia pelo trabalho feito anteriormente", concluiu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG