Boavista-Famalicão

Brazão de ouro arrasa panteras

Brazão de ouro arrasa panteras

Médio de 18 anos, no segundo jogo a titular, marca e assiste na vitória minhota (5-2). Adeptos axadrezados contestam equipa.

Estreou-se no Nice pela mão de Patrick Vieira, na principal Liga francesa, com apenas 16 anos e, agora, foi a grande figura da goleada que os famalicenses conseguiram na cidade Invicta, frente a um xadrez que cometeu erros atrás de erros. Pedro Brazão, médio português, é nome para decorar e Banza também ajudou à festa, com dois golos que lhe permitiram igualar Mehdi Taremi e Luis Díaz na liderança dos melhores marcadores do campeonato.

Na fria noite do Bessa, duas realidades bem distintas em confronto. De um lado um Boavista que não vencia na Liga há sete jogos, do outro um Famalicão que vinha de uma vitória e um empate e cuja confiança disparou logo aos três minutos. Mau passe de Tiago Morais, defesa incompleta de Alireza e Brazão a festejar. Em cima do quarto de hora, o "miúdo" mostrou toda a classe do mundo, com um passe sem olhar para o 0-2, por Banza. O Boavista reduziu por Musa (44 m), mas a festa não durou já que, antes do intervalo, Penetra aproveitou um erro de marcação para fazer o terceiro.

A segunda parte começou como terminou a primeira, ou seja com golo do Famalicão, no "bis" de Banza, antes de Pêpê dar um tom escandaloso ao resultado, aos 72 minutos (1-5), quando o Boavista já jogava com dez, devido à expulsão de Cannon. Yusupha ainda reduziu (74 m), mas a pantera não se livrou de um enorme coro de assobios dos adeptos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG