O Jogo ao Vivo

Suspeita

Cristiano Ronaldo nega acusação: "A violação é um crime abjecto"

Cristiano Ronaldo nega acusação: "A violação é um crime abjecto"

Foi numa curta declaração publicada no Twitter que, esta quarta-feira, Cristiano Ronaldo comentou a acusação de violação sexual de que é alvo: "Nego terminantemente as acusações de que sou alvo".

"Considero a violação um crime abjecto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem se quer promover à minha custa" - lê-se no post.

Logo depois garante que nada lhe pesa na consciência. "Aguardarei com tranquilidade o resultado de quaisquer investigações e processos, pois nada me pesa na consciência.

As autoridades de Las Vegas, no Estado norte-americano do Nevada, vão reabrir a investigação relacionada com a acusação de violação de que é alvo Cristiano Ronaldo. A queixa foi apresentada por Kathryn Mayorga. A norte-americana de 34 anos apresentou, na semana passada, um processo contra o jogador português num tribunal do condado de Clarck, onde fica situada a cidade de Las Vegas.

Em comunicado, os advogados de Cristiano Ronaldo declaram que a informação é "flagrantemente ilegal" e que "viola os direitos pessoais" do futebolista português de uma "forma excecionalmente séria". "Esta é uma divulgação não válida de suspeitas na área da privacidade", lê-se. Vai ser pedida uma "indemnização por danos morais num valor correspondente à gravidade da infração, que é, provavelmente, uma das mais sérias violações de direitos pessoais nos últimos anos".

Cristiano Ronaldo negou, desde logo, as acusações, dizendo que o sexo foi consensual, de acordo com a revista alemã "Der Spiegel".

O caso remonta a 2009, num quarto de hotel em Las Vegas. Em declarações à revista alemã, a mulher disse que Cristiano Ronaldo obrigou-a a praticar sexo. A história foi revelada no ano passado, baseando-se em documentos cedidos pela plataforma digital "Football Leaks", mas foi retomada na passada sexta-feira com as primeiras declarações públicas de Kathryn àquela revista.

O objetivo era que a história ficasse para sempre esquecida. Terá sido com esse propósito que Cristiano Ronaldo pagou mais de 300 mil euros a Kathryn Mayorga para que ela não falasse da noite que os dois passaram juntos. Nove anos depois, o passado pode tramar o português.