Futebol

Cristiano Ronaldo é o melhor marcador de sempre de seleções

Cristiano Ronaldo é o melhor marcador de sempre de seleções

Cristiano Ronaldo tornou-se no jogador com mais golos marcados por uma seleção nacional com dois golos frente à República da Irlanda, em jogo de qualificação para o Mundial2022.

O avançado português teve aos 12 minutos uma oportunidade para abrir o marcador, mas viu o guarda-redes irlandês defender uma grande penalidade, a castigar uma falta sobre Bruno Fernandes, num lance validado pelo VAR.

Aos 89 minutos, Cristiano Ronaldo marcou o 110.º golo por Portugal, ultrapassando os 109 do ponta de lança iraniano Ali Daei e alcançando mais um recorde para o seu já extenso palmarés.

Mas CR7 não ficou por aí. Já nos descontos, o internacional aumentou o novo máximo para os 111 tentos ao "voar" mais alto do que a defesa para dar os três pontos a Portugal.

"Em primeiro está sempre a equipa, que acredita até ao fim. Eu acreditava até ao fim, por isso, 10 minutos antes de acabar o jogo pedi o apoio do público, pois quando estamos a jogar em casa e nós jogadores não estamos a corresponder, a ajuda do público é fundamental. Deram-nos força e eu estou obviamente contente por ter marcado os dois golos que deram a vitória a Portugal e por bater também o recorde. Fico muito feliz, mas o importante foi a equipa e acreditar até ao fim", afirmou o capitão português após a partida.

PUB

E continuou, sobre onde encontra inspiração para bater recordes: "É a motivação e a vontade que tenho de continuar a jogar futebol. Também este último contrato que fiz, fiquei feliz de voltar a casa. E a motivação é levantarmo-nos todos os dias com a ambição de querer fazer melhor e alegrar os adeptos e a nossa famílias e os nossos filhos".

"Como tenho quatro filhos, o Cristianinho - o mais velho - já entende tudo e sofre como eu. Mas é bom eles estarem a crescer e verem ainda o pai a fazer golos e a dar espectáculo e a ganhar títulos", complementou, anotando não ter o registo do número de recordes que já bateu.

"Este sei que é meu. Bastava-me um golo, fiz dois, estou extremamente feliz e é mais um para o museu", realçou.

E Cristiano Ronaldo também abordou a ida para o Manchester United. "Estou muito feliz, estou de volta a casa. É um clube que sempre me acarinhou, um clube que me recebeu quando tinha 18 anos e vai ser bom. Ainda tenho mais uns anos de carreira e quero ainda brilhar no melhor futebol do Mundo da atualidade", finalizou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG