O Jogo ao Vivo

Inglaterra

United contactou adepto que ficou sem telemóvel mas "piorou tudo"

United contactou adepto que ficou sem telemóvel mas "piorou tudo"

Os "red devils" entraram em contacto com a mãe de Jake Harding, o menino que ficou com o telemóvel partido por causa de Cristiano Ronaldo, mas Sarah Kelly insistiu que a família não vai aceitar o convite para ir a Old Trafford.

"O Manchester United lidou com isto de forma terrível, e, sinceramente, tornou as coisas ainda piores. Se alguém nos agredisse na rua e depois nos convidasse para jantar, não iríamos. Só porque é Cristiano Ronaldo, por que haveríamos de ir? É como se lhe devêssemos um favor, mas, lamento, não devemos", começou por dizer Sarah em declarações ao jornal "Liverpool Echo", garantindo que o filho voltou a recusar o convite de ir a Old Trafford ver um jogo dos "red devils".

PUB

"Rejeitámos educadamente a proposta para ir a Old Trafford, porque o Jake não quer ir nem quer ver o Ronaldo. Deixou isso bastante claro. Não são palavras minhas, são palavras do meu filho. No final, isso é que importa. Isto afetou-o mais do que a mim, por isso, deixei-lhe tudo nas mãos para que ele decidisse e ele não quer ir a Old Trafford e não quer ir ver o Cristiano Ronaldo. Agora, a única coisa que posso dizer é que está nas mãos da polícia", concluiu.

No intervalo do jogo do último sábado entre o Everton e o Manchester United, que os "red devils" perderam por 1-0, Cristiano Ronaldo atirou o telemóvel de um adepto ao chão. Logo no dia, o internacional português pediu desculpa e convidou o jovem a assistir a um jogo do Manchester United mas a mãe de Jake Harding vincou que tal não ia acontecer. "Jake ficou em choque total. É autista e também tem dispraxia, por isso, não digeriu bem o que estava a acontecer até voltar a casa. Está muito incomodado e desmotivou-o por completo de voltar a ver um jogo", vincou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG