Covid-19

Caja Rural abandona Volta a Portugal após dois casos positivos

Caja Rural abandona Volta a Portugal após dois casos positivos

A equipa espanhola da Caja Rural não vai alinhar à partida da terceira etapa da Volta a Portugal, depois de dois corredores terem sido diagnosticados com covid-19. O protocolo sanitário atrasou a corrida, que chega este sábado ao alto da Torre, na Serra da Estrela.

"Depois da disputa das primeiras etapas, a equipa Caja Rural - Seguros RHA tomou a decisão de abandonar a Volta a Portugal devido ao surgimento de dois casos positivos de covid-19", anunciou a equipa num comunicado publicado no Twitter, onde esclarece que os resultados chegaram na sequência da realização de testes de antigénio realizados na sexta-feira à noite e neste sábado de manhã aos corredores e restante equipa.

PUB

A médica responsável pelo controlo sanitário da prova, Ana Lúcia Pereira, já tinha antes confirmado a saída da Caja Rural na sequência de dois casos suspeitos na equipa, entretanto confirmados.

A partida na Sertã na etapa rainha da Volta a Portugal, prevista para as 12.25 horas, foi atrasada devido à testagem de dezenas de membros da caravana.

As equipas da Movistar, W52-F. C. Porto e Atum General-Tavira foram testadas para despistagem de casos, uma vez que ficaram hospedados, na última noite, no mesmo hotel da equipa da Caja Rural. Além dos atletas e equipas técnicas, a testagem foi alargada a outros elementos que compõem a estrutura da Volta a Portugal.

"Estamos em condições de continuar a Volta com estas equipas", confirmou Ana Lúcia Pereira, médica responsável pelo controlo sanitário da competição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG