Liga das Nações

David Carmo e a chamada à seleção: "É um sonho que tinha desde miúdo"

David Carmo e a chamada à seleção: "É um sonho que tinha desde miúdo"

Muito feliz por ter sido chamado pela primeira vez à seleção nacional, o central David Carmo, do Braga, afirma estar a cumprir um "sonho que tinha desde miúdo" e mostra-se disposto a lutar por um lugar no onze.

O defesa arsenalista, de 22 anos, estreou-se na lista de 26 convocados do selecionador nacional Fernando Santos, para os jogos de Portugal na Liga das Nações, juntando-se ao companheiro de equipa Ricardo Horta, que não era chamado desde 7 de setembro de 2014, então pela mão de Paulo Bento.

"Como qualquer jogador português, desde miúdo que sonho estar aqui entre os melhores do país. Estou muito feliz, orgulhoso do caminho e a mentalidade está em fazer o que tenho feito até agora", explicou David Carmo, na conferência de imprensa de arranque dos trabalhos.

Para os primeiros quatro jogos no Grupo 2 da Liga A da Liga das Nações 2022/23, o objetivo de Carmo passa por conquistar títulos pela seleção das quinas e representar Portugal da "melhor maneira".

"O meu objetivo é, claramente, ajudar o grupo, continuar a conquistar mais coisas, mais títulos, e representar o país da melhor maneira. O nosso trabalho é dar o melhor de nós nos jogos, é nesta competição que estamos a pensar neste momento, porque são quatro jogos em 11 dias. O selecionador já tem o um plano e estamos aqui para cumprir o que nos é pedido", observou.

Ser escolha habitual de Fernando Santos, mais precisamente no eixo defensivo ao lado do experiente Pepe - desta vez não vai ter a companhia do lesionado Rúben Dias -, é outro dos objetivos do jovem central.

"Vou partilhar esta experiência com os melhores do mundo, nomeadamente na minha posição. O Pepe já ganhou muita coisa, tem muitos jogos, estou aqui para lutar pelo meu lugar, seja a titular, no banco ou na bancada. Serei mais um e podem contar comigo", concluiu.

PUB

No Grupo 2 da Liga A, Portugal começa por defrontar a Espanha, a 2 de junho, em Sevilha, depois joga duas vezes em Alvalade, a 5, com a Suíça, e a 9, com a República Checa, para, no dia 12, atuar em Genebra, no segundo embate com os helvéticos.

Depois destes quatro jogos, as quinas cumprem os últimos dois encontros a 24 e 27 de setembro, o primeiro na República Checa e o segundo em Braga, frente aos espanhóis.

Portugal, vencedor da primeira edição da Liga das Nações, em 2019, precisa de vencer o grupo para chegar à final four da terceira edição, sendo que a segunda foi conquistada pela França, numa final com a Espanha, em 2021.

A fase final da Liga das Nações realiza-se de 14 a 18 de junho de 2023, com os vencedores dos quatro grupos da Liga A, sendo que os últimos de cada um dos agrupamentos descem à Liga B.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG