Liga

Dérbi da Invicta com vista para os craques da pantera

Dérbi da Invicta com vista para os craques da pantera

Um dérbi sempre especial, mas agora em condições mais particulares, dada a retoma da Liga, e por se disputar num dia mágico para a cidade: a noite de São João.

Para além destes condimentos, importa salientar algo que há muito não se via: a aposta na formação, que tanto F. C. Porto como Boavista voltam a levar a sério. Também por necessidade.

No atual plantel, o F. C. Porto apresenta dez jogadores com raízes profundas ao Olival. O Boavista fica-se com seis no que diz respeito a "meninos" criados em casa, um deles muito especial, o veterano Ricardo Costa, o jogador de campo mais velho em ação na Liga.

É preciso recuar 16 anos, ou seja, até 2003/2004, para encontrar um plantel com tanto ADN portista. Na altura, o elenco chegou a juntar Bruno Vale, Vítor Baía, Jorge Costa, Ricardo Carvalho, Secretário, Pedro Ribeiro, Paulo Machado, Hélder Barbosa, Hugo Almeida, Vieirinha e... Sérgio Conceição.

Na casa azul, José Tavares é o atual coordenador, mas, ao que tudo indica, poderá mudar de funções na próxima época (ver peça na próxima página), e Fernando Gomes, bibota de ouro, é o novo responsável pela formação. Nos diferentes escalões há ainda a marca de terem um antigo jogador na equipa técnica para transmitir a mística aos jovens.

Além disso, os treinadores procuram implementar um modelo de jogo semelhante ao da equipa A e toda a formação assente em três vetores: promoção de jogadores, desenvolvimento de talento e recrutamento de craques. Foi assim que o F. C. Porto conquistou a Youth League na época passada. O clube tem escolas espalhadas pelo país e no estrangeiro.

No Bessa, há também uma forte aposta na formação, a cargo dos antigos jogadores do clube Caetano e Almeidinha. Por agora, as camadas jovens desdobram-se no Bessa e no INATEL, em Ramalde, estando previsto a criação de novas escolas na próxima época.

Com seis jogadores no plantel, os axadrezados não tinham tanta prata da casa desde 2013/14, quando a equipa esteve a disputar o Campeonato Portugal. Na ocasião, o elenco tinha 12 atletas da casa, mas a realidade era completamente diferente.

No currículo, as panteras têm quatro títulos de campeão nacional de juniores, mas agora a equipa de sub-19 milita na 2. ª Divisão Nacional. Isso não invalida, contudo, que a aposta na formação esteja presente.

Três estão de volta após castigo

Alex Telles e Manafá voltam a ser opção para Sérgio Conceição, depois de terem falhado o encontro com o Aves, devido a castigo. No Boavista regressa o médio brasileiro Paulinho, que falhou a receção ao Vitória de Setúbal pelo mesmo motivo.

Rúben Freitas na agenda axadrezada

Em final de contrato com o Mafra, o lateral, de 27 anos, está na mira do Boavista para reforçar o corredor direito na próxima época. Rúben Freitas somou 63 jogos e quatro golos nas últimas duas épocas na LigaPro e despertou a atenção de emblemas do principal escalão.

Outras Notícias