O Jogo ao Vivo

Benfica - Famalicão

Descolar com classe antes da turbulência do costume

Descolar com classe antes da turbulência do costume

Águias voltaram aos triunfos após quatro jornadas. Marcaram dois golos em apenas sete minutos, mas tornaram a retrair-se e a entrar em gestão.

Missão cumprida no regresso ambicionado e justo aos triunfos. Os encarnados bateram o Famalicão (2-0) e estancaram a hemorragia de resultados negativos, expressos nas últimas quatro jornadas. O triunfo permitiu às águias colarem-se no pódio, em igualdade com o Braga, e diminuírem a diferença para o F. C. Porto, agora a três pontos.

No duelo com os famalicenses, o Benfica entrou forte e conseguiu dois golos de rajada, perante um oponente algo anestesiado. Parecia encaminhado para um triunfo expressivo, mas voltou a retrair-se e a viver em sobressalto, lutando com alguns fantasmas recentes. Com Darwin no onze, em vez de Pizzi, e com Jorge Jesus no banco e de máscara, apenas nos primeiros minutos os encarnados jogaram de forma demolidora e com lances da cartilha do treinador. Everton deu um cheirinho de "cebolinha", a serpentear a muralha famalicense e a oferecer o golo a Darwin. E ainda o Famalicão "não tinha entrado na Luz" e já as águias aplicavam novo golpe, na estreia de Otamendi a marcar.

Dois golos em sete minutos tranquilizaram o Benfica e levaram Silas a mexer no puzzle na tentativa de agitar o Famalicão. A mudança fez crescer a equipa minhota e o recuo das águias. Gil Dias enviou uma bola ao poste ainda antes do regresso ao balneário. A questão estava em apurar se o Benfica conseguia controlar o adversário ou, se à semelhança de ocasiões anteriores, se expunha e revelava a habitual tremedeira que o faria sofrer.

O segundo período revelou um "déjà-vu" recente, com as águias a sentirem o oponente abeirar-se da sua área. As mudanças de Silas na tiveram muito mérito e Gil Dias podia ter reaberto a discussão. No entanto, mais do que a força do adversário, a retração benfiquista parece sustentada na desconfiança de processos e num momento psicológico negativo. Ainda assim, no período mais incisivo do Famalicão, Otamendi e Vlachodimos estiveram em destaque e impediram a ameaça nortenha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG